O currículo da Escola Estadual de Educação Profissional tem como diferencial a integração entre as disciplinas do ensino médio e dos cursos técnicos. Em 2012, iniciou-se uma ampla revisão curricular dos cursos técnicos com o objetivo de adequar o conteúdo de acordo com o perfil de profissional desejado e em consonância com o que se requer deste quando da sua atuação no campo de trabalho.

Essa revisão do desenho curricular, iniciada com o curso de enfermagem e mantida nos anos seguintes, também se baseia na necessidade de integrar o currículo ao contexto sócio-cultural e econômico do Ceará. A partir desse trabalho, a COEDP (Coordenadoria de Educação Profissional) produziu guias pedagógicos para cada curso técnico integrado ao ensino médio.

Respeitadas as especificidades regionais, a concepção dos currículos dos cursos de educação profissional tem como parâmetro as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio.

 Diretrizes curriculares nacionais para a educação técnica de nível médio