A matriz curricular contempla as seguintes áreas de aprendizagem:

Formação geral, com disciplinas da base nacional comum requeridas pelo ensino médio;

Formação profissional, com disciplinas relacionadas a cada um dos cursos técnicos desenvolvidos;

Parte Diversificada, com conteúdos diversificados voltados para a formação cidadã dos alunos tanto no campo pessoal como profissional.

Independente da escolha profissional do aluno, todos têm acesso aos conteúdos da formação geral e da parte diversificada. O que muda são as disciplinas da formação profissional, que variam de acordo com o curso técnico escolhido.

Um dos grandes diferenciais da escola de educação profissional é fortalecer o desenvolvimento pessoal e social do aluno, por meio da adoção de conteúdos diversificados presentes na matriz curricular. O objetivo é dar ênfase ao projeto de vida, empreendedorismo e à relação com o mundo do trabalho.